EX. 15.23 a 27 

Esse foi um momento muito especial para o povo de Israel, pois o povo estava em uma caminhada em direção à Terra Prometida. Deus tirou o seu povo da escravidão do Egito com mão forte, e eles deixaram para trás o domínio de Faraó, partindo a caminho de Canaã.Na saída do Egito, tiveram que transpor o Mar Vermelho vivendo uma grande experiência com o poder de Deus, e a partir daí seguiram em sua jornada chegando até Mara.

A palavra de Deus nos diz que a trajeto de Hairote até Mara foi caminho de três dias, onde o povo chegou cansado e sedento.Mas as fontes de águas de Mara eram amargas e eles não podiam beber daquela água, não podiam se dessedentar, e o povo MURMUROU contra Moisés.

V.25: Moisés, ouvindo a murmuração do povo, clamou ao Senhor!

Deus então orienta a Moisés para que ele tomasse um lenho de madeira e lançasse nas águas,  assim ele o fez, e as águas antes amargosas se tornaram doces e Israel agora poderia dessedentar-se.

Deus deu-lhes ali ESTATUTOS E UMA ORDENAÇÃO, E ALI OS PROVOU.TODOS NÓS CRISTÃOS TEMOS QUE APRENDER E NÃO MURMURAR COM OS DESERTOS POR ONDE PASSAREMOS EM NOSSA VIDA. É UMA EXPERIENCIA COMUM A TODOS NÓS.

Até mesmo Jesus Cristo, o filho de Deus, experimentou o seu deserto em obediência ao Pai.VOCÊ E EU  EXPERIMENTAREMOS O QUE É PASSAR POR UM DESERTO UM DIA!  TODOS PASSAM POR ISSO!Quem já experimentou um deserto já o CONHECE e sabe como é! Geograficamente o deserto é um lugar de difícil sobrevivência.O deserto EXISTENCIAL é um lugar necessário para a nossa sobrevivência espiritual.É no deserto que o povo de Deus sofre, mas é nele que o povo de Deus APRENDE AMAR CADA VEZ MAIS A DEUS!

A – ALGUMAS CARACTERÍSTICAS DOS DESERTOS EXISTENCIAIS:

1 – O DESERTO NÃO TEM HORA MARCADA

Ele pode aparecer a qualquer momento, ele não vem com aviso prévio.Pode, inclusive, aparecer após momentos de vitórias e de experiências profundas com Deus!Foi assim com Jesus: Após o batismo e todas as manifestações extraordinárias de Deus e do Espírito Santo, veio o deserto para Jesus.

2 – O DESERTO É POR TEMPO DETERMINADO

Pode parecer que não tem fim, mas é por tempo determinado, porque Deus não permite que sejamos provados além das nossas forças.

3 – NOSSO DESERTO TEM UM PROPÓSITO DIVINO.

A provação vem para o nosso crescimento, e o sofrimento vem para nos ensinar a sermos perseverantes.Como disse o apostolo Paulo aos Romanos 5.3:

“ A TRIBULAÇÃO PRODUZ PERSEVERANÇA”.

O evento das águas amargas de Mara vem logo após a passagem pelo mar vermelho, o que confirma a nossa afirmação anterior, de que o deserto é imprevisível.Algumas vezes, depois de grande euforia vem o deserto das águas amargas.As águas amargas de Mara traziam no seu interior doloridas recordações do Egito, quando Deus transformou a água em sangue.Assim, a impossibilidade do uso da água já fora realidade no Egito, causando grandes sofrimentos: psicológicos e físicos.

Deus sabia o que estava fazendo. Mara não era um erro de trajetória, não era punição de Deus, MARA ERA MOMENTO DE TRATAMENTO.O DESERTO EXISTENCIAL É HOSPITAL E UNIVERSIDADE DE DEUS PARA NÓS. É NELE QUE DEUS NOS TRATA E NOS ENSINA.

B – O QUE PODEMOS APRENDER COM ESSA EXPERIENCIA DO POVO DE ISRAEL:

1 – É NOS DESERTOS DA VIDA QUE DEUS NOS CURA.

Ex.7.25. “ASSIM SE PASSARAM SETE DIAS, DEPOIS QUE O SENHOR FERIU O RIO”.

No Egito Deus fere a água, aqui Ele cura as águas. O Egito foi para o povo de Israel lugar de morte e de sofrimento, mas o deserto deveria ser LUGAR DE CURA.

2 – DEUS QUERIA RETIRAR O EGITO DE DENTRO DO POVO.

O povo já havia saído do Egito, mas existencialmente o Egito estava dentro deles.Na teologia de Paulo, encontramos a expressão “DESPOJAI-VOS”, que nos remete ao entendimento deste processo de santificação que devemos corajosamente abraçar.Devemos retirar do nosso corpo AS ROUPAS DO EGITO: prostituição, impureza, mentiras, contendas, dissensões, facções, HIPOCRISIAS, FALSIDADES, VIDA DÚBIA…

3 – DEUS QUERIA CURAR O POVO DO MAL DA PROJEÇÃO.

O povo murmura contra Moisés. Quando o seu deserto chegar não acuse ninguém, e assuma a sua responsabilidade.Como diz o profeta Jeremias: “DO QUE SE QUEIXA O HOMEM VIVENTE, QUEIXE-SE CADA UM DOS SEUS PRÓPRIOS PECADOS.

4 – DEUS QUERIA CURAR O POVO DO PECADO DA INGRATIDÃO.

Bastou as águas de Mara para o povo esquecer o milagre da passagem pelo mar vermelho. Três dias foram suficientes para o povo esquecer o que Deus havia feito.

É INCRÍVEL COMO ESQUECEMOS RAPIDAMENTE O QUE DEUS JÁ FEZ POR NÓS. BASTA UM NOVO DESERTO, UMA NOVA DIFICULDADE, PARA ESQUECERMOS O LIVRAMENTO QUE DEUS NOS PROPORCIONOU NO DESERTO ONTEM.

No Salmo 103.2 encontramos a seguinte oração:

“ BENDIZE Ó MINHA ALMA AO SENHOR, E NÃO TE ESQUEÇAS DE NENHUM SÓ DOS SEUS BENEFÍCIOS”.

O salmista estava falando consigo mesmo, exortando o seu próprio ser à não se esquecer da bondade de Deus.

5 – É NOS DESERTOS DA VIDA, O LUGAR QUE DEUS NOS DÁ RESPONSABILIDADES.

O Deus que cura só pode ser vivenciado quando as condições de obediência são atendidas.A vida cristã é mais do que milagres, antes, É VIDA DE OBEDIÊNCIA – O.B.E.D.E.C.E.R.Não podemos nos esquecer de que as bênçãos de Deus não se recebem por decreto, MAS POR OBEDIÊNCIA E DISCIPLINA.Não fundamente a sua fé em milagres. MILAGRE É CRER EM DEUS QUANDO O MILAGRE AINDA NÃO VEIO.

6 – A OBEDIÊNCIA DE JESUS CRISTO AO PROJETO DO PAI FOI INTEGRAL.

O apostolo Paulo escrevendo aos irmãos Filipenses, declarou:

“E ACHADO NA FORMA DE HOMEM, HUMILHOU-SE A SI MESMO, SENDO OBEDIENTE ATÉ A MORTE, E MORTE DE CRUZ”.

No v.25: Deus exige compromisso do povo, pois em função da “MURMURAÇÃO” QUEM QUISER SEGUIR A CAMINHADA TEM A RESPONSABILIDADE DE COMPROMETER-SE COM DEUS.

O MURMURADOR É ALGUÉM QUE NÃO OUVE, SÓ FALA, SÓ ACUSA, NÃO VÊ OS SEUS ERROS E SOMENTE CONSEGUE ENXERGAR OS DEFEITOS DOS OUTROS E NÃO CONSEGUE OUVIR A VOZ DE DEUS.QUANDO OUVIMOS A VOZ DE DEUS, PERCEBEMOS QUE O DESERTO É UM PRIVILÉGIO DOS QUE SAÍRAM DO EGITO.

7 – É NOS DESERTOS DA VIDA O LUGAR QUE DEUS PROVÊ ABUNDANTEMENTE.

O texto inicia no v.22 com a FALTA e termina com ABUNDANCIA no v.27, confirmando assim, que quando somos comprometidos com Deus em nossa caminhada de fé, mesmo que haja dificuldades, Deus sempre estará presente para nos abençoar.

Nos DESERTOS, percebemos que: É NOS GRANDES MOMENTOS DE NECESSIDADE QUE DEUS OUVE E ATENDE AO SEU POVO EM SOFRIMENTO, EVIDENCIANDO O SEU CUIDADO.

Pois onde Deus está pode haver dificuldades, MAS NUNCA EXISTIRÁ PADECIMENTO.No deserto ficamos na posição de DEPENDÊNCIA DE DEUS e esse é o melhor lugar para se estar.No deserto aprendemos que o Deus QUE PROVA É O MESMO QUE PROVÊ.

8 – NO DESERTO APRENDEMOS QUE A VIDA NO SEU SENTIDO MAIS PLENO É SE ALIMENTAR DE DEUS!

Como disse Jesus a satanás: “NEM SÓ DE PÃO VIVERÁ O HOMEM, MAS DE TODA PALAVRA QUE SAI DA BOCA DE DEUS.

CONCLUSÃO: O QUE APRENDEMOS NAS LIÇÕES DOS DESERTOS DA VIDA:

Muitas vezes em nossa trajetória, nos encontramos diante desse mesmo quadro, as águas se tornam amargas: lutas, provas, insegurança, ÁGUAS impróprias para beber, mas Deus tem um propósito de dessedentar a nossa alma, quando o Espírito Santo nos revela Jesus como a solução para a nossa alma.

O Jesus que tomou sobre si a amargura dos nossos pecados, DAS NOSSAS TRANSGRESSÕES. Todos nós trazemos conosco, as nossas expectativas, os nossos anseios, os nossos desejos para que em 2013 os nossos SONHOS se realizem e que seja um ano de conquistas e vitórias.Durante esse ano algumas vezes teremos que passar por águas amargas.

NÃO PODEMOS ESQUECER QUE O RECURSO DE DEUS PARA ISRAEL FOI AQUELE LENHO QUE TRANSFORMOU AS ÁGUAS AMARGAS EM ÁGUAS DOCES.O recurso que temos para nós como FILHOS DE DEUS para tornar as nossas águas amargas em doces SERÁ JESUS CRISTO QUE NOS REVELARÁ ATRAVÉS DO ESPIRITO SANTO ONDE ESTÁ O NOSSO LENHO PARA TORNAR AS NOSSAS ÁGUAS AMARGAS EM DOCES NOVAMENTE.

Nós que vivemos em um mundo marcado por grandes conflitos, grandes disputas de toda ordem, onde muitas vezes as águas se tornam amargas dentro das nossas famílias, dentro do nosso local de trabalho, ou até mesmo dentro da nossa própria Igreja, por mais incrível que possa parecer, essas situações adversas poderão estar sendo desenhadas, mas JESUS CRISTO CONTINUA SENDO A SOLUÇÃO DE DEUS PARA NÓS, POIS ELE É QUEM TRANSFORMA A MORTE EM VIDA, AS ÁGUAS AMARGAS EM DOCES, QUE TRANSFORMA O NOSSO INTERIOR, QUE NOS DESSEDENTA, POIS ELE É A ÁGUA VIVA.

Nós trazemos um grande mistério dentro de nós, que é a nossa alma, alma que anseia por esse Deus que se revela, como diz o Rei Davi no Salmo 42.2: “A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo…

Neste momento que muitos de nós poderemos estar vivendo grande amargura, grande aflição, ou então ao contrário, tendo grandes esperanças de conquistas e vitórias, É QUE JESUS QUER SE REVELAR AO SEU CORAÇÃO COMO A SOLUÇÃO PARA A SUA ALMA, TRANSFORMANDO TUDO AQUILO QUE ESTÁ AMARGO EM DOCE.

DEUS QUER NOS APERFEIÇOAR.

DEUS QUER QUE NÓS TENHAMOS UMA MELHOR PERCEPÇÃO DA PRESENÇA DELE EM NOSSA VIDA.

Que o Senhor a todos nos abençoe.

A Paz do Senhor Jesus.